Qual a sua vocação?

"Não fostes vós que me escolhestes, mas eu vos escolhi" (João 15,16)

831
Envio ao seminário dos jovens Alcemyr e Matheus.

Fazer essa pergunta “Qual a sua vocação?” é quase pior do que perguntar “O que você vai ser quando crescer?”. Porque primeiro de tudo vocação não é algo que já se nasce sabendo, mas sim algo que vai se descobrindo no decorrer da vida, é um chamado de Deus. E como muitas vezes somos surdos aos desejos do Pai, demoramos a ouvir e atender esse chamado.

Uma pessoa pode ser chamada para a vida religiosa, ou, ao matrimônio, ou até mesmo não ser nenhuma coisa e nem outra, apenas serem vocacionados do batismo. Porque se você não sabe, todas as pessoas já tem sua vocação, a da santidade. Essa é nossa primeira vocação e a mais fundamental, dela deriva todas as outras. Uma pessoa que vive apenas a vocação dada no Batismo é alguém que vive em comunhão com Cristo permanentemente, mas não se casa e nem se consagra.

Temos que aceitar que fomos chamados a santidade que nos foi dada no Batismo, e estando em comunhão com Cristo podemos discernir a vocação especifica que nos é designada. Pode até ser que se leve um tempo, ou que quando descobrirmos muitos de nossos amigos e familiares fiquem contra e coloquem empecilhos ao chamado de Deus. Porém temos que nos lembrar que é Deus que nos chama, e se Ele nos ama desmedidamente, por quê não obedecer?

No último dia 4, sábado, foi realizado em nossa paróquia a missa de envio para o seminário dos membros de nossa comunidade Alcemyr Costa e Matheus Cardoso. Estes jovens partiram para atender ao chamado da vida religiosa, e nós como comunidade devemos nos alegrar e rezar para que este seja o verdadeiro chamado deles, e que eles tenham fé e sabedoria para seguir este caminho.