Domingo de Páscoa – Verdadeiramente Ele ressuscitou!

412

Resultado de imagem para jesus ressuscitado icone

Em um mundo assaltado pelo relativismo, nós – cristãos – proclamamos aos homens e mulheres deste tempo uma verdade absoluta: Cristo ressuscitou! Vencendo a morte com a força da vida, a ressurreição de Cristo precisa agora vencer a incredulidade com a força da fé, pois somente esta fé no Ressuscitado é capaz de gerar vida plena.

Esta vida com e no Ressuscitado, ensina São Paulo, exige de nós uma profunda mudança de horizontes. Ao invés de continuarmos olhando para nós mesmos e para as propostas deste mundo em que tudo passa, somos chamados a olhar para Cristo e para o único projeto no qual vale a pena investir todo o nosso tempo e esforço: a eternidade. “Se ressuscitastes com Cristo, esforçai-vos por alcançar as coisas do alto” (Cl 3, 1). É olhando para o alto, para o eterno e imutável, que encontraremos a verdade que o íntimo de nossos corações anseia.

Esta verdade, contudo, não é apenas mística e espiritual, mas igualmente factual e histórica. A ressurreição de Cristo não se fez às escondidas, mas aos olhos de testemunhas que nos atestam que aquele que foi crucificado pelos homens ressuscitou ao terceiro dia. É por isso que São Pedro insiste em confirmar, acerca de si mesmo e dos demais apóstolos, que “nós somos testemunhas de tudo o que Jesus fez na terra dos judeus e em Jerusalém” (At 10, 39). Desse modo, a Igreja, ao proclamar jubilosa a fé na ressurreição, não o faz apenas como mensageira da salvação, mas como testemunha que viu e participou de toda a obra que agora anuncia aos homens.

Diante do esplendor do mistério que hoje celebramos, nós queremos, como fez o discípulo que Jesus amava no Evangelho deste dia, entrar no mistério da ressurreição e acreditar naquilo que estamos vendo e ouvindo. “Ele viu, e acreditou” (Jo 20, 8). Que não sejamos mais um grupo de incrédulos neste mundo já tão flagelado pela falta de fé, mas que nos tornemos testemunhas transformadas pelo encontro com o Cristo ressuscitado que passou pela cruz, capazes de levar cada homem e mulher sedentos de verdade a esta mesma experiência transformadora.

A partir de hoje, por todo o tempo pascal, a Igreja saúda a Santa Mãe de Deus dizendo: “Exultai e alegrai-vos, ó Virgem Maria, porque o Senhor ressuscitou verdadeiramente, aleluia”. Assim como Maria, deixemo-nos persuadir pela força deste “verdadeiramente”. Sim, é verdade! Não somos mais prisioneiros do pecado, não precisamos mais viver aprisionados às coisas passageiras deste mundo e a morte já não possui nenhum poder sobre nós. Ele ressuscitou, verdadeiramente ressuscitou!

Virgem Maria, Rainha do Céu e Mãe do Ressuscitado, rogai por nós!